Educação no trânsito tornou-se uma questão de urgência social grave que se constata diariamente pelas situações vividas ou presenciadas. Nesse convívio agressivo, as crianças são grandes vítimas. Primeiramente por sofrerem as consequências da violência no trânsito e segundo por se tornarem adultos despreparados, repetindo as mesmas atitudes inconsequentes com as quais conviveram e presenciaram durante a vida. Devido a isso a educação para o trânsito, na escola, e também dentro da família faz-se muito importante.

Assim como os adultos, as crianças também são pedestres, passageiros e até mesmo ciclistas, que se locomovem e que ocupam os espaços públicos. Ao aprender os conceitos básicos sobre a segurança no trânsito, a criança poderá auxiliar os pais, reforçando leis e regras para evitar acidentes, compreender os sinais de comunicação transmitidos, além de poder usar esse aprendizado no seu dia a dia, como aprender quais os locais para brincar com segurança, como se comportar no transporte escolar, conhecer a história e importância do convívio harmônico no trânsito, entre outros aprendizados. Nesse aspecto o papel da família é fundamental na união de esforços com a escola para atingir os fins propostos.

Que tal começar este trabalho revendo suas atitudes no trânsito? Com certeza o seu exemplo servirá e muito como uma boa forma de educar.