Mais do que um passatempo, as histórias em quadrinhos podem servir como uma boa ferramenta de alfabetização.

Através dos personagens, cores, diálogos envolventes, histórias criativas e a narrativa rica das HQ’s, as crianças, por se identificarem com o universo lúdico das histórias e dos personagens, tendem a desenvolver de forma mais fácil a leitura e a escrita.

Muitas pessoas entram em contato com os quadrinhos já na infância. Quem nunca leu algum dos famosos gibis, como as histórias da “Turma da Mônica”, de Maurício de Souza? As narrativas das histórias em quadrinhos infantis são de fácil compreensão, o que estimula a criança (até mesmo a que ainda não aprendeu a ler) a pensar sobre qual o conteúdo da história, somente através da conexão entre os desenhos que ela vê, desenvolvendo desta forma, a sua capacidade de interpretação.

É importante que desde pequena, a criança seja apresentada a diferentes formas de leitura, pois cada uma tem seu modo de trazer informações. As histórias em quadrinhos, por exemplo, trazem de forma lúdica conteúdos históricos, sociais, políticos ou ainda de ficção, mas sem perder sua característica de divertimento.

Alguns exemplos de quadrinhos não agradam somente o público infantil, mas possuem muitas características voltadas para adultos, como as tirinhas da Mafalda, uma personagem criada pelo cartunista argentino Quino, que tem preocupação especial pela humanidade e questiona todos os assuntos do mundo atual; as famosas tirinhas do Calvin & Haroldo (Calvin and Hobbes) do americano Bill Watterson, que contam de maneira única as aventuras vividas na infância; Peanuts, uma incrível turma desenhada pelo cartunista americano Charles Schulz, composta por personagens como o cão Snoopy, o melancólico Charlie Brown, a mandona e esperta Lucy, entre outros personagens que estão entre os quadrinhos mais populares da história.

As histórias em quadrinhos possuem um vasto universo, com originalidade e conteúdo para todas as idades. Vá até a gibiteca de sua cidade, pesquise a HQ que mais lhe agrada e boa leitura!